Portal Nacional de Imobiliário

Comprar, arrendar, arrendar para férias imóveis

Como poupar Energia em Casa?

Poupar energia significa diminuir a quantidade de energia utilizada aquando da realização de qualquer acto do nosso quotidiano. Adoptar comportamentos eficientes não é difícil, basta adquirir alguns hábitos simples que, na hora de pagar as facturas, podem fazer a diferença.
 
Vários estudos comprovam que o consumo exagerado de luz, gás e água estão na origem das alterações climáticas e podem provocar o aumento colossal do custo da electricidade, bem como dos combustíveis. Através deste dossier saiba como poupar energia e o ambiente.

Quais os Resultados da Poupança Energética?
 
A eficiência energética pode ser definida como a optimização que podemos fazer no consumo de energia. Pequenos gestos no nosso dia-a-dia podem ter grandes resultados:

  • Redução das contas mensais relacionadas com o consumo de energia;
  • Contribuição para a protecção do meio ambiente;
  • Promoção de uma maior eficiência na utilização dos recursos;
  • Diminuição da dependência energética de Portugal.

Seguem-se algumas dicas do que se pode fazer para consumir energia de uma forma eficiente, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

 

Poupança nos Equipamentos Domésticos
 
A redução dos consumos energéticos pode ser conseguida através da aquisição de equipamentos de classe A ou superior, mas também da sua utilização mais responsável. Antes de comprar um novo equipamento, verifique a etiqueta energética* e opte por aquele que apresenta menor consumo de energia (classe A ou superior).
 
Muitos aparelhos, como televisões e computadores são fabricados em modelos classificados com o rótulo ecológico da União Europeia, que indica que têm um impacto ambiental mais reduzido durante o seu ciclo de vida.O que podemos fazer já? Um conselho para cada equipamento…

  • Frigoríficos e combinados: manter a porta bem fechada, não a abrir desnecessariamente e reduzir o tempo de abertura;
  • Máquinas de Lavar: evitar recorrer a programas que exigem temperaturas elevadas;
  • Microondas: optar por usá-lo em refeições pequenas, em alternativa ao fogão, pode ajudar a reduzir cerca de 70% na utilização de energia;
  • Televisão: evitar ter vários aparelhos ligados ao mesmo tempo e ligá-la apenas quando necessário;
  • Computador: opte por computadores portáteis porque são mais económicos, podendo reduzir o consumo de energia até 90%, em comparação com um computador tradicional;
  • Aquecimento: desligue-o durante a noite ou quando não está em casa. Quanto ao ar condicionado, manter os estores fechados durante as horas de mais calor é uma boa forma de evitar ligá-lo.

Não deixar os aparelhos electrónicos em modo de repouso (stand-by) é uma regra básica, já que assim eles continuam a gastar energia. Estima-se que, com este gesto, uma família média portuguesa possa poupar aproximadamente 20 euros por ano.
 
Tirar as fichas da corrente dos carregadores de bateria dos telemóveis, máquinas de barbear, etc. promove, igualmente, a poupança de muitos kWh.

 *Nota: Etiqueta Energética:

  • Rótulo informativo sobre a eficiência energética e outras características dos equipamentos domésticos;
  • Alguns electrodomésticos, como os frigoríficos, as máquinas de lavar e secar roupa, de lavar loiça e os fornos eléctricos, apresentam já nos pontos de venda a etiqueta de eficiência energética, que permite saber a classe (de A a G) a que pertence. De afixação obrigatória, esta etiqueta poderá auxiliar no momento de compra para uma escolha mais eficiente. 

 

Baixo Consumo em Iluminação
 
A iluminação é responsável por cerca de 10 a 15% do consumo de electricidade total da habitação. Mas passos simples podem reduzir esta factura energética.Iluminar a casa com lâmpadas economizadoras ou de baixo consumo é elementar para ter uma habitação ecológica. Existem vários modelos fluorescentes compactos (de alta eficiência) que se adaptam a todos os candeeiros. Estas lâmpadas emitem a mesma luz que uma lâmpada incandescente convencional, gastando menos 80% de energia.
 
Aproveite ao máximo a luz solar e desligue a luz quando esta não for necessária. Nas partes comuns dos prédios é possível colocar luzes temporizadas ou com sensores que acendem à passagem de pessoas, acautelando-se que a iluminação não está ligada desnecessariamente.

No site EcoCasa, da Quercus, é possível aceder a uma breve explicação sobre os tipos de lâmpadas existentes, o potencial de poupança de cada uma e alguns conselhos na sua utilização.

 

Reduzir na Água e no Gás
 
Existem vários modelos de torneiras que acautelam o desperdício de água. As electrónicas possuem sensores que abrem apenas à passagem das mãos, e as temporizadas fecham automaticamente após alguns segundos. Nos supermercados, também é possível encontrar dispositivos que se aplicam nas bicas para reduzir o fluxo de água corrente.

  • Ao lavar os dentes as pessoas deixam muitas vezes a torneira aberta sem necessidade. Se entre as escovagens se fechar a torneira podem poupar-se vários litros de água;
  • Quando se toma banho é sempre melhor preferir o chuveiro à banheira, já que assim se gasta apenas metade da água;
  • No lava-loiça consomem-se enormes quantidades de água. Neste sentido, recomenda-se não abrir a torneira toda quando se está a lavar os pratos e, se possível, tapar o ralo em vez de ter a água sempre a correr;
  • As máquinas de lavar loiça e roupa devem ainda ser usadas apenas quando há loiça e roupa suficientes para enchê-las. Actualmente, existem no mercado vários aparelhos que têm a opção de usar somente meia carga;
  • A rega do jardim só deve ser efectuada depois de se conhecer a previsão das condições meteorológicas, pois nunca se sabe se pode vir a chover. Com a colocação de uns bidões no quintal é possível recolher muitos litros de água da chuva, bastante úteis para regar a horta quando estiver sol. Além disso, existem inúmeros tipos de mangueiras que podem ajudar a não desperdiçar água e que só libertam líquido quando accionadas;
  • Lavar o carro deve ser evitado. Mas, quando for mesmo necessário, pode-se fazê-lo recorrendo a um balde, no lugar de uma mangueira.

Dica: Colocar uma garrafa cheia de areia no depósito do autoclismo ajuda a evitar desperdícios de água.

Poupar no consumo de gás é sinónimo de economizar na sua produção. Adoptar atitudes mais “verdes” conduz também, a curto prazo, à diminuição do dinheiro dispensado no consumo desta energia.

  • Aquecer Água: Não deixar o chama-piloto do esquentador ligada o dia inteiro, mesmo quando não se está a utilizá-lo, pode reduzir o gás gasto no aquecimento da água. Nos meses mais quentes deve-se também baixar a temperatura da água, quer se tenha um esquentador ou uma caldeira.
  • Preparar as Refeições: Quando se cozinha deve-se manter os tachos tapados, já que desta forma os alimentos cozem mais depressa. Uns minutos antes de a comida estar cozinhada deve-se desligar os bicos do fogão, pois o calor dentro da panela é suficiente para acabar a cozedura.

 

Descubra se está a poupar Energia
 
Para o ajudar a poupar energia e o ambiente existem online diversos testes e simuladores que lhe indicam se está no caminho da eficiência energética:

O site EcoCasa disponibiliza um conjunto de simuladores, que permitem ajudar na substituição de iluminação, na comparação de equipamentos e máquinas, entre outros.

Também o Simulador de Desempenho Energético de Edifícios (casA+), desenvolvido pela ADENE, constitui uma importância ferramenta com dicas para o consumidor poder tomar medidas de poupança energética em sua casa.

 

Fonte: Portal do Cidadão com EDP e Quercus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: